Você está aqui
Home > Rotax > Rotax Max Finals Em Portimão Foram Um Sucesso

Rotax Max Finals Em Portimão Foram Um Sucesso

 

Portimão recebeu durante toda esta semana as “Heróis do Karting” Rotax Max Challenge Grand Finals 2017. A prova traduziu-se num rotundo sucesso, a vários níveis, com uma verdadeira enchente de equipas, pilotos, público a ‘invadir’ o espaço físico e envolvente do Kartódromo Internacional do Algarve. No total, foram 360 pilotos de 59 países, mais mecânicos, assistência e acompanhantes, que junto a público e curiosos em geral, ‘vestiram’ o Kartódromo do Algarve com uma ‘roupagem’ de cor e emoção jamais vista. Referência também para a enorme quantidade de jornalistas e fotógrafos que, de todo o mundo, vieram dar cobertura e voz a um evento notável. Estão todos de parabéns, organizadores, equipas, pilotos – o Karting assim mostra a vitalidade que todos pretendemos seja sempre a somar!

Pódio da 125 Micro-Max em Portimão

125 Micro-MAX – Louis Iglesias leva os franceses ao rubro

Este acabou por ser um resultado inesperado. A Final da 125 micro-Max foi vencida por Keanu Al Azhari, que dominou do princípio ao fim. No entanto, foram detetadas irregularidades no conjunto do piloto dos Emiratos Árabes Unidos, forçando este à deceção de ver o seu esforço anulado, algo sempre reprovável e doloroso para um jovem que apenas quer competir. O 11º lugar fica a saber a prenda amarga para o ‘míudo’ das ‘arábias’. Com isto, emergiu o francês Louis Iglésias, que foi o mais forte dos que, em comboio, seguiram o piloto dos Emiratos Árabes Unidos. Iglesias soube manter-se superior aos ataques dos seus mais diretos adversários, para ser segundo, e depois primeiro, na frente do croata Leon Zelenko e do japonês, Ryota Horachi.

Rotax 125 Mini MAX
MIni_Max_11

125 Mini-MAX – Marcus Armand mostra a força da escola francesa

Marcus Armand foi o vencedor da Final na 125 Mini-Max, em Portimão. O francês já havia estado bem durante as manches de qualificação, mas reservou a sua melhor performance para a corrida decisiva, impondo-se à frente de Jamie Day (Emiratos Árabes Unidos). Vindo dos antípodas, James Wharton leva para a Austrália o alento de ter sido terceiro, entre a ‘miudagem’ da 125 Mini-Max.

125_Junior_Max_202
Rotax 125 Junior MAX

125 Júnior-MAX

O resultado da Final da 125 Júnior-MAX é a prova de como um bom trabalho de equipa pode trazer dividendos no fim de uma corrida. Embora no início da prova, tenha sido o britânico Tommy Foster a liderar, a verdade é que os dois holandeses Senna van Walstijn e Tijmen van der Hem foram trabalhando em conjunto para destruir a distância que os separava do líder, para depois proceder ao assalto final. Antes do meio da prova, ambos passaram o inglês, lutando depois entre si pela vitória, que acabaria por sorrir a Timjen van der Helm, enquanto o compatriota Walstijn sofria uma penalização que o atirou para fora do pódio. O francês Sami Meguetounif acabou por ser o 2º classificado, à frente do belga Luca Leistra, que assegurou o degrau mais baixo do pódio.

Pódio da 125 MAX

125 MAX – Brett Ward vence para júbilo dos britânicos

Brett Ward foi o vencedor da 125 MAX, ontem em Portimão. O inglês disputou praticamente toda a prova com o belga Félix Warge e o francês Jean Nomblot. Na primeira fase da corrida, Jordan Brown-Nutley, também ele em representação do Reino Unido, foi outro protagonista, trabalhando em conjunto com o compatriota Ward para construir um resultado de pódio. No entanto, se Ward consolidou a sua posição perante um pelotão extremamente competitivo e compacto, já Brown-Nutley não conseguiu ser consistente na fase final da corrida, sendo suplantado pelos pilotos que o precediam, primeiro pelo belga e depois pelo francês. No fim, Ward venceu, seguido de Félix Warge e Jean Nomblot, que deram um pódio totalmente europeu à 125 MAX, na visita a Portimão.

Pódio 125 MAX – DD2 Masters

125 MAX-DD2 Masters – Troy Woolston coloca Austrália no topo do pódio

A corrida começou com o argentino Gabriel Zughella na frente, tendo que se defender dos ataques do finlandês Antti Ollikainen. Estes dois, envolvidos em acesa disputa, possibilitaram ao australiano Troy Woolston, primeiro chegar-se a eles, para depois os superar, primeiro ao finlandês e, algumas mais tarde, também ao argentino. O australiano, uma vez na frente, soube conservar o primeiro lugar até à bandeirada de xadrez. Depois de algumas manobras menos desportivas, Zughella foi penalizado em dez segundos, afundando-se na classificação. No fim da prova, Antti Ollikainen acabou 2º, seguido para o pódio pelo francês Charly Hipp.

Pódio da 125 MAX – DD2

125 MAX DD2 – Cody Gillis soma novo triunfo para a Austrália

Cody Gillis elevou a bandeira da Austrália novamente ao degrau mais alto do pódio de Portimão, vencendo sem qualquer tipo de contestação a corrida da 125 MAX DD2. O piloto dos antípodas dominou do princípio ao fim, para vencer com 3.982s de vantagem sobre o dinamarquês Mads Thomsen. Outro piloto dinamarquês, Christian Sorensen, ocupou o derradeiro lugar do pódio.

Fotos: Rotax Max Challenge/CITYFOTO

 

Facebook
Twitter

 

Artigos Semelhantes

Top