Você está aqui
Home > CIK FIA > Danny Keirle É o Campeão Mundial de OK em 2017

Danny Keirle É o Campeão Mundial de OK em 2017

 

Contra todas as expectativas, durante todo um fim-de-semana, um desconhecido, Danny Keirle, espalhou classe e mostrou talento em PFI. Com isso e com uma vitória, selou o seu destino como Campeão do Mundo de OK em 2017.

Á partida para a mais mediática das duas Finais de PF International, aquela dedicada à categoria OK, aguardava-se com curiosidade quem seriam as ‘estrelas a brilhar’ em pista, já que alguns dos principais candidatos haviam sido vítimas de azares durantes as várias manches/baterias de qualificação. Nomes como Sami Taoufik, o Campeão Europeu em título, ou ainda Denis Hauger, Karol Basz, ou Tom Joyner, estavam basicamente fora da luta pela vitória. Joyner ainda por cima acabou por se lesionar. Outro nome que teria muitas dificuldades em brilhar na final era Pavel Bulantsev, relegado para a cauda do pelotão, para a grande corrida do ano.

Com todos estes problemas a afetarem os nomes mais sonantes da categoria, outros apareceram a brilhar no ‘Qualify’, logo à cabeça Callum Bradshaw (CRG/Parilla/LeCont), autor da ‘pole position’. Com a lógica e o horário a ditarem que a seguir aos cronometrados vêm as manches de qualificação, pudemos constatar que ainda havia favoritos à altura de cumprir, como o Campeão em título, Pedro Hiltbrand Aguilar (Tony Kart/Vortex/LeCont) que de um curtinho 18º posto nos treinos, fez pela vida para subir e estar no seis primeiros para a Final.

No entanto, foi o espanhol e Campeão do Mundo a primeira carta a saltar fora do baralho dos favoritos, quando nas primeiras voltas da corrida se percebeu que o motor não ia colaborar. Enquanto Hiltbrand se afundava no pelotão antes de abandonar, assistimos ao desempenho de um piloto que já nas manches de qualificação havia despontado, para surpresa de todos. Danny Keirle, no #80 Zanardi/Parilla/LeCont da Chiesa Corse, saltou para a liderança da corrida, levando atrás de si o companheiro de equipa, Esteban Muth. Keirle havia vencido quatro manches de qualificação, mas o desafio agora era outro, muito mais complexo. O britânico não pestanejou nem cometeu um único erro durante as 22 voltas da corrida. Enquanto Muth se defendia com galhardia, dos ferozes ataques de David Vidales Alenjo (Tony Kart/Vortex/leCont), Danny Keirle foi construindo a vitória, ganhando um pouco volta a volta para no fim gerir e tornar-se o vencedor que ninguém nunca viu, em todo o fim-de-semana. Foi um excelente resultado para o brtiânico e para o visionário Dino Chiesa, que acertou em cheio quando colcou este jovem talento no seio da Chiesa Corse.

Esteban Muth foi segundo na pista, parecendo traduzir um domínio imperial da Zanardi e da Chiesa Corse. No entanto, o piloto acabou por ser penalizado pós corrida, saltando David Vidales Alenjo para o segundo degrau do pódio. Juho Valtanen (Kosmic/Vortex/LeCont) também subiu uma posição, assegurando o terceiro lugar, um justo prémio para uma performance muito regular e convincente. Paavo Tonteri (Tony Kart/Vortex/LeCont) e Rasmus Lindh (Exprit/Vortex/LeCont) completaram o top cinco.

Fotos: Oficiais/CIK/KSP

OK_PFI_Start

Início da Final

Vidales_PFI_OK_1

David Vidales Alenjo

Valtanen_PFI_OK_1

Juho Valtanen

PFI_Atmosphere

PF International à noite

 

Facebook
Twitter

 

Artigos Semelhantes

Top